quarta-feira, 29 de março de 2017

Sobrevivamos

Garoeiro – Natal, RN, 29 de março de 2017.











Esta vida me extasia
Mesmo aqui no mundo horrendo,
Que meu gosto principia
Bem longe do que estou vendo.

Só que a minha moradia,
Meu ser a morar podendo,
É esta casa vazia,
Onde escondo o que estou sendo.

Meu amor de dia a dia
Vem salvar sobrevivendo,
Toda a luz que me confia
Que o que vemos é adendo.

O que vivo é essa ousadia
Que ao que veem não me rendo:
Quanto mais os alivia,
Mais me põe meu bem sofrendo.

Logo é o sonho que me guia
No que está acontecendo:
Vivo a vida que eu queria,
No real que estou vivendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário