domingo, 7 de maio de 2017

A grande obra nacional da Globo...

Garoeiro – Natal, RN, 7 de maio de 2017.
[ Para: Mateus, vítima, sobrevivente... ]










Conter já não dá mais esse extravaso
Que ao mito cordial deu xeque-mate:
Tememos o pior no curto prazo,
Que em discussão de rua alguém nos mate.

Tudo o que mal se fez contra o atraso,
Sem riscos ao motor do disparate,
Já é culpa forçada a dar azo
Às turvas legiões em seu combate.

Modernizar a exploração robusta
Sem afrouxar a injusta lei do rito,
E impor como valor a lei injusta,

Faz o medo virar força de atrito.
Pela aparência é o ódio que assusta,
Mas o fascismo é o cerne do conflito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário