sábado, 29 de julho de 2017

Amor que jaz...

Garoeiro – Natal, RN, 29 de julho de 2017.












No peito a erupção do amor inscreve
Desejo incandescente de fornalha,
Em decisão que nada a ninguém deve,
Numa certeza de impossível falha.

Mas o poder da tradição prescreve,
No rol de suspeições que embaralha,
Aquela ardência passageira e breve,
Fosse a chama do amor fogo de palha.

Amar é até hoje um desafio
Disposto no cuidado doentio,
Opondo ao risco a salvação esquiva.

Por mau pudor se fecha, se defende,
Evita ousar ante o que mais pretende,
Amor que jaz de amor na defensiva...

Nenhum comentário:

Postar um comentário