terça-feira, 4 de julho de 2017

Lei da inércia

Garoeiro – Natal, RN, 4 de julho de 2017.











Por precisar de chão inercial,
Como um seguro contra tempestade,
Padece no seu teste de verdade
O Grande Amor na aceitação geral.

O bem da intensidade sem igual,
Sob a volúpia que a alma invade,
Nutre anseio que tal intensidade
A duração consiga sem final.

Quando as delícias de acabar perduram,
Bem penetrados os amantes juram
Que o nome do prazer é eternamente.

Enquanto cada amarra do reduto
Condena a liberdade do construto,
Que escapa um belo dia descontente...

Nenhum comentário:

Postar um comentário