sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Ciladas de amor...

Garoeiro – Natal, 04 de agosto de 2017.












- Ele quer tudo de mim, e eu não sei,
No clima, ainda resisto um bocado,
Sem ver se é falha no que então amei,
Diante de um desejo apaixonado.

Meu reino para que ele seja rei,
Me quer o tempo todo em seu reinado,
Impondo ao meu amor a sua lei,
Prenúncio de amar tudo dominado...

- Aberrações de amar, tão noveladas,
Iludem os amantes com ciladas,
Mas a verdade do amor não é nova:

Não quer tomar, que antes se oferece,
Dá, cada vez melhor, enquanto cresce,
Pois em se doar todo é que se prova...

Um comentário: