terça-feira, 8 de agosto de 2017

Perdida doçura...

Garoeiro – Natal, RN, 8 de agosto de 2017.












Desta separação que amor suscita,
Costuma povoar-me a solidão
Toda a nossa fustigação bendita,
Buscando a saciedade da paixão,
Por via insaciável, infinita...

Também diversa imagem me atropela,
Ausente já a desfeita paixão louca,
Lembrando aquela cara linda dela,
Sorrindo num prazer em toda a boca,
Meigando-me a doçura que não mela...

Um comentário: